Posts tagged ‘alimentação saudável’

10 formas diferentes de apresentar frutas para as crianças (e adultos):


1) Salada de frutas: 

Salada de fruta

– É uma das formas de apresentação que as crianças mais aceitam;
– Você pode pedir para a criança ajudá-lo em algumas etapas do preparo, como: picar as frutas com uma faca sem ponta, misturar, espremer as laranjas;
– A aparência é muito importante, faça bem colorida;
– Use a maior variedade de frutas da estação, são mais baratas e mais gostosas;
– Deixe a salada já porcionada em vidrinhos na geladeira, facilita o consumo.

2) Frutas de formas divertidas: 

frutas divertidas

As cores e as formas podem virar desenhos no prato. Basta usar a sua criatividade!

3) Frutas picadas e sortidas em espetinhos:

espeto fruta

Obs: Corte as pontinhas do palito para as crianças não se machucarem.

4) Espetinhos de frutas com chocolate:

Espeto fruta com choco

– Molhe só uma ponta da fruta no chocolate;
– Use chocolate amargo ou meio amargo;
– Sirva como sobremesa (eventualmente);
– Pode usar frutas secas também (ex: ameixa, damasco);
– Corte as pontinhas do palito para as crianças não se machucarem.

5) Frutas com granola, farelo de aveia, iogurte natural:

Fruta com iogurte

O iogurte não deve ser consumido após almoço/janta, pois o cálcio presente nos lácteos diminui a absorção do ferro das refeições. Sirva as frutas com iogurte nos horários de lanche.

6) Frutas com formatos diferentes:

Frutas bolinhas   melancia estrela2

Use um boleador para fazer bolinhas de mamão, melancia, melão.

7) Picolé caseiro com pedaços de frutas:

Picolé de fruta

8) Frutas na casquinha para sorvete:

Fruta na casquinha

9) Frutas assadas com canela: 

Banana assada

Sugestões de frutas: Abacaxi, banana, maçã, pera.

10) Gelatina caseira: ver receita. 

Gelatina

As crianças e os adultos vão adorar!

Bom apetite!

15 de setembro de 2014 at 11:46 1 comentário

Receita – Gelatina natural caseira:

Gelatina

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de gelatina sem sabor;
  • 300 ml de água filtrada;
  • 300 ml de suco natural (sem açúcar).

Modo de preparo: Leia também as instruções do modo de preparo da marca da gelatina que você irá utilizar (pode ter alguma variação).

1) Dissolva a gelatina na água e aqueça levemente no fogo;
2) Desligue o fogo;
3) Acrescente o suco e misture bem;
4) Coloque em potinhos e leve para a geladeira até endurecer.

Sugestões:

  • Pode fazer com suco de: uva integral, laranja, abacaxi, melancia, morango;
  • Prefira fazer com frutas mais doces para que não haja necessidade de colocar açúcar na receita;
  • Você pode servir a gelatina na casca de frutas como: laranja, limão, melancia.

Rendimento: 6 porções.

11 de setembro de 2014 at 16:51 2 comentários

Dicas de Alimentação na Páscoa

A Páscoa, para muitos, é sinônimo de refeições fartas e chocolates durante todo o feriado. No entanto, com algumas cenouradicas e cuidados podemos manter a alimentação saudável durante essa data comemorativa.

Nesse período temos o hábito de consumir frutos do mar e esse pode ser o início do consumo regular desse tipo de alimento saudável.

Os peixes e os subprodutos marinhos estão entre os principais alimentos funcionais, especialmente por serem fontes de ômega-3. Os ácidos graxos ômega-3 são encontrados respectivamente nos vegetais (soja, canola e linhaça) e em peixes de águas frias e profundas (cavala, sardinha, atum, salmão, truta, cascudo, arenque).

Estudos sugerem que a ingestão regular de ômega-3 na dieta promove redução dos triglicérides, podendo ainda exercer outros efeitos cardiovasculares (redução da viscosidade do sangue, maior relaxamento do músculo cardíaco e também efeitos anti-arrítmicos). A Associação Dietética Americana (ADA) recomenda a ingestão de 180 g ou mais de peixes ricos em ômega-3 por semana e a Sociedade Brasileira de Cardiologia aprova a utilização de ácidos graxos ômega-3 como terapia adjuvante no tratamento da hipertrigliceridemia (aumento dos triglicérides no sangue).

Dicas e sugestões:
1) Evite: preparações com molhos ricos em gordura e calorias (creme de leite, molho branco, molho de queijo) e alimentos fritos.
2) A bacalhoada é rica em calorias (170 kcal = porção média). Se for consumir, controle a quantidade ingerida.
3) Acompanhamentos: legumes frescos ou cozidos no vapor, arroz integral ou parboilizado, purê de cenoura, chuchu, mandioca ou batata, massa integral com molho de tomate, saladas e frutas.
4) Temperos: ervas e temperos naturais como manjericão, alecrim, orégano, tomilho, açafrão, pimenta, azeite extra-virgem, salsa, cebolinha, limão, laranja.

Já o alimento mais consumido por adultos e crianças durante a páscoa é o chocolate. No entanto, ele não precisa ser o vilão se for bem escolhido e consumido com moderação.

ovo de páscoaO chocolate amargo é a melhor opção entre os inúmeros tipos oferecidos no mercado e é considerado um alimento funcional devido a presença do cacau em sua composição. Os componentes encontrados no cacau, os flavonóides, atuam como antioxidantes, aumentam o HDL (colesterol “bom”), diminuem a oxidação do LDL (colesterol “ruim”), reduzem agregação das plaquetas. Além disso, atuam também na diminuição da pressão arterial, prevenindo, portanto, as doenças cardiovasculares. Lembrando que, as crianças e adolescentes também já estão apresentando fatores de risco para desenvolvimento de problemas cardíacos.

Dica: Na hora de consumir o chocolate quebre-o em pedaços pequenos e guarde em potinhos, evitando assim atacar o chocolate inteiro e de uma só vez.

Pensando nas tradicionais comemorações em família, durante a Semana Santa, a ANVISA publicou algumas dicas para facilitar a escolha dos alimentos mais consumidos nesta época: acesse o site.

15 de abril de 2014 at 15:15 Deixe um comentário

AVEIA

ImagemA aveia caracteriza-se por ser um cereal de alta qualidade nutricional e rico em fibras solúveis betaglucanas.

Estudos mostram que esse tipo de fibra  ajuda na redução moderada do colesterol sanguíneo. As betaglucanas  possuem a capacidade de aumentar a produção de ácidos biliares e  reduzir a absorção do colesterol alimentar, resultando assim na  diminuição do colesterol no sangue.

O farelo de aveia provém da camada mais externa do grão e, por isso, possui maior concentração de fibras betaglucanas que a aveia em flocos (grão prensado integralmente).

A Sociedade Brasileira de Cardiologia e a Sociedade Americana recomendam a ingestão de fibras alimentares como medida adicional para a redução do colesterol.

Mas preste atenção, a ingestão de grande quantidade de fibra pode causar gases, desconforto abdominal e constipação se não for acompanhada de um maior consumo de líquidos ao longo do dia, portanto respeite os limites recomendados.

Procure um profissional nutricionista para lhe auxiliar na quantidade e na qualidade da fibra alimentar da sua dieta.

14 de abril de 2014 at 23:47 Deixe um comentário


Páginas

julho 2017
D S T Q Q S S
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031