Archive for junho, 2009

SM

O que é?

A Síndrome Metabólica (SM) representa uma situação clínica caracterizada por um agrupamento de fatores de risco para doença cardiovascular, entre eles, a hipertensão arterial, a dislipidemia, a obesidade visceral e as manifestações de disfunção endotelial. Está associada a aumento de risco de eventos cardiovasculares a longo prazo, assim como de desenvolvimento de diabetes melito tipo 2 (DM2).

Quais são os fatores de risco?

A predisposição genética, a alimentação inadequada, o sobrepeso/obesidade, e a inatividade física estão entre os principais fatores que contribuem para o surgimento da SM.

Como é realizado o diagnóstico?

Não existe um único critério aceito universalmente para definir a Síndrome. Os dois mais aceitos são os da Organização Mundial de Saúde (OMS) e os do National Cholesterol Education Program (NCEP) – americano. Porém o Brasil também dispõe do seu Consenso Brasileiro sobre Síndrome Metabólica, documento referendado por diversas entidades médicas.

Segundo os critérios brasileiros, a Síndrome Metabólica ocorre quando estão presentes três dos cinco critérios abaixo:

SM2

Alguns parâmetros de diagnóstico já estão sendo revistos:

Em alguns estudos, níveis mais baixos de circunferência abdominal – 94 cm para homens e 80 cm para mulheres, têm sido considerados mais apropriados. Portanto, recomenda-se para mulheres circunferência de cintura abdominal entre 80–88 cm e homens entre 94–102 cm uma monitorização mais freqüente dos fatores de risco para doenças coronarianas.

A American Diabetes Association já alterou o ponto de corte para o diagnóstico de glicemia de jejum alterada, o qual passou de 110mg/dL para 100mg/dL.

Isso, futuramente, poderá influir no critério diagnóstico da Diretriz Brasileira de SM.

Eu tenho Síndrome metabólica, e agora?

Pelo fato da Síndrome Metabólica estar associada a uma mortalidade geral duas vezes maior que na população normal e mortalidade cardiovascular três vezes maior, seu tratamento correto é muito importante. É fundamental que seja adotado um estilo de vida saudável, evitando fumo, realizando atividades físicas, controlando a alimentação e perdendo peso.

Portanto, procure um Nutricionista e um endocrinologista para avaliar e orientar seu caso especificamente. Em alguns casos é fundamental, além da alimentação saudável, o uso de medicação.

8 de junho de 2009 at 20:48 Deixe um comentário


Páginas

junho 2009
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930